O professor do Departamento de Saúde Pública Fernando Hellmann esteve em Portugal entre os dias 15 e 20 de maio para participar de eventos na área do Termalismo e palestrou sobre o tema “Portugal e Brasil: do passado histórico ao futuro de cooperação termal”. As participações ocorreram durante a Semana Termal, realizada em Caldas da Rainha (POR), que contou com três cerimônias simultâneas: Assembleia da Associação Europeia de Cidades Históricas e Termais – European Historic Thermal Towns Association, Jornada Portuguesa de Recursos Hídricos e X Congresso Nacional da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica. Foi a primeira vez que a Semana Termal foi realizada em Portugal.

O evento teve a participação de pesquisadores da Europa e do Brasil na área de Termalismo. A proposta foi refletir e debater sobre os problemas e as potencialidades do termalismo na agenda política europeia, além de integrar as cidades termais. A semana iniciou com a Assembleia da Associação Europeia de Cidades Históricas e Termais – European Historic Thermal Towns Association, que reuniu mais de 60 pessoas representando as 30 cidades associadas da entidade, incluindo duas cidades brasileiras: Poços de Caldas, em Minas Gerais, e Santo Amaro da Imperatriz, em Santa Catarina. Na reunião foi realizado o acordo de geminação (laços de cooperação) entre as cidades de Caldas da Rainha, Portugal e Santo Amaro da Imperatriz para cooperação técnica em termalismo em saúde. A cidade de Caldas da Rainha é conhecida pelas suas águas termais e por possuir o primeiro hospital termal moderno, datado de 1485, fundado pela Rainha D. Leonor.

Nos dias 17 e 18 de maio, a Semana Termal teve como programação a Jornada Portuguesa de Recursos Hídricos e finalizou nos dias 19 e 20 de maio com o X Congresso Nacional da Sociedade Portuguesa de Hidrologia Médica, no qual o professor Fernando Hellmann palestrou juntamente com a Enfermeira Lívia Crespo Drago. A apresentação abordou aspectos históricos da institucionalização do termalismo no Brasil e da atual Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, que integram o Termalismo Social em seu escopo.

Durante o evento também foi firmada a cooperação técnica entre Portugal e o Brasil através do convite feito ao presidente da Sociedade de Hidrologia Médica, Dr. Pedro Cantista, da Universidade do Porto, para participar de uma publicação científica sobre o efeito do termalismo em processos de dor e inflamação desenvolvido pelos professores Fernando Hellmann, Daniel Martins e Fernanda Madeira.

Confira as fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

 

 

 

Comments are closed.